Baú do Bohemio: viver

Vai-te foder, deusa

Há um “foda-se” que grita de cada vez que me esqueço do quanto o amor faz sentido na vida. Há um “tudo pró caralho” sempre que mergulho na liberdade dos sentimentos. E não existe a tua inexistência para me amputar o sorriso. E não me

Memória fotográfica

Se pudesses ver o que os meus olhos fotografam, todos os dias, saberias o prazer que é parar o tempo com as pálpebras abertas. Saberias que o presente se faz de múltiplas eternidades. Saberias que a vida vive-se pela capacidade de tocar o infinito com

Gostas desta taberna? Então espalha as palavras ;)