Baú do Bohemio: silêncio

a mais social da semana

As pessoas precisam de palavras como se o mundo só existisse porque há as palavras a dar-lhe sentido. As pessoas adoram palavras, principalmente as suas. As pessoas falam muito e ouvem pouco. As pessoas não sabem que o silêncio também sabe falar.

Brevidade eterna

Os olhos são oceanos fundos para a verdade. Foi mais ou menos isto que ela lhe disse no dia em que se amaram para sempre. No dia em que o tempo se vestiu de mar num segundo eterno. – Basta um segundo para se amar para sempre.

Tudo isto que és tu

Sinto-te, não defino. Sei que és isto que não se resume, que não se confina na clausura de uma expressão usada tantas vezes, errada vezes demais. Penso-te e sei que há isto que eu não sei o que é, de onde nasceu. Uma flor a

Amar-te-ei enquanto fores livre

Tenho esta tendência para cair nos teus braços. Mas não me queiras a 100 decibéis. Sou daqueles que ama longe do sufoco das multidões, atordoadas pelo estrondo do imediato. Sou devagar, sem pressa para explorar cada pedaço dos teus dias. Mas sou das minhas noites,

Gostas desta taberna? Então espalha as palavras ;)