Baú do Bohemio: vergonha

a mais social da semana

Vive, sem vergonha e sem medo. Vive, com todos os medos, e vai em frente, vai para os lados, vai para onde quiseres ir, para onde sentires que tens de ir. Vai, principalmente, para onde sentires.

Duas pernas que tremem

É quando as tuas pernas tremem que sabes que vale a pena. Casei-me contigo no dia em que te vi pela primeira vez e as minhas pernas tremeram. Foi aí que soube que serias a mulher de todas as vidas que possa vir a ter.

Nas algemas da vergonha

Hoje, tal como ontem, quis dizer-te que roubava o mundo, e mais um planeta ou outro, só para ter a possibilidade da tua pele. Mas as palavras não saíram do sítio onde se foram esconder, onde tu te foste esconder. Tive aquele receio estúpido que me

Gostas desta taberna? Então espalha as palavras ;)