Baú do Bohemio: amar

A letter to hope

Hello, my December lullaby. I hope this letter finds you well. I hope you’re still wearing that smile. It’s the most beautiful thing I ever saw on someone. I hope you still make the sun shy every time you open your eyes. I know how

Amar-te-ei enquanto fores livre

Tenho esta tendência para cair nos teus braços. Mas não me queiras a 100 decibéis. Sou daqueles que ama longe do sufoco das multidões, atordoadas pelo estrondo do imediato. Sou devagar, sem pressa para explorar cada pedaço dos teus dias. Mas sou das minhas noites,

Pedras na calçada

Somos metades perdidas nas entranhas da sorte. Acasos fortuitos, pedras desalinhadas na calçada, pedaços de destino. Sopros de ontem em brisas de hoje. Aguaceiros de memória, precipitações do incerto em gotas destiladas na chuva miúda das horas. Somos as esperanças inebriadas de janeiro. Todas as

Gostas desta taberna? Então espalha as palavras ;)