Para o homem da minha vida

Não sei qual é o fuso horário do lugar onde estás. Por aqui, o relógio marca 19 anos e menos um dia, porque este é teu, mais do que o outro, porque foi este que te trouxe. E batem, precisamente, 19 anos no pulso e menos um abraço, menos um conselho daqueles que ignoramos porque achamos que sabemos tudo no alto insipiente da nossa adolescência. Menos um conforto, menos duas mãos enrugadas pela vida para agasalhar todos os meus dias frios que se seguiram. Embalam 19 anos no baloiço do tempo e menos todos os domingos que conseguires encaixar neste intervalo que vai de mim a ti.

Dizem-me que agora és pó e eu rio. Mas alguma vez tu deixavas que te resumissem a isso? Pó é o que resta da embalagem com que exististe. Porque viver, tu fizeste-o por dentro e isso permanece inteiro, levaste-o contigo para esse lugar onde fizeste morada.

Pergunto-te se ainda contabilizas todas as pessoas que colaboraram no teu programa de televisão preferido. Essa preocupação com as pessoas… “Somos todos necessários enquanto houver quem nos necessite.” (E há…) Pergunto-te qual é o teu programa favorito atualmente, para nos sentarmos no sofá, sábado à noite, e entregar-te o beijo que guardei na algibeira desde aquela tarde. Pergunto-te se ainda fazes questão de consertar tudo o que se desarranja com o uso: uma fechadura, um pé de mesa, um coração. Pergunto-te, mas é retórica. Tenho a certeza que sim. As pessoas não mudam só porque se mudam.

O relógio anuncia 19 anos e mais uma cadeira vazia. Já é tarde, eu sei. Mas quero que saibas que por aqui estamos todos bem e que ainda sou do Benfica. Isto dos clubes é como as mulheres, a gente ama as que ama, vá-se lá entender. E nisto, o ponteiro teima em relembrar que são 19 anos e mais um prato por servir. É tardíssimo, eu sei. As coisas vêm quando têm de vir, são quando têm de ser. Nisto das despedidas é sempre assim. Ficam mais longe os que ficam do que os que vão. Mas tu continuas, eu sei que continuas, porque eu continuo. E é só isso que precisamos, alguém que nos continue. Apenas foste quando tinhas de ir, mas raios (!!) que foste cedo demais…

paraohomemdaminhavida_obohemio

Gostas desta taberna? Então espalha as palavras ;)