Palavras escritas nos olhos

O que me apetece dizer-te de cada vez que te vejo? Como dizer-te tudo o que vive porque vives? Como falar de tudo o que nasce de cada vez que nasces em mim? Tenho tantas palavras guardadas numa caixa desarrumada num sótão poeirento. Dentro de mim és tu e todas as definições de ti que trago apertadas atrás da pele. Tudo o que não digo são olhares que não consigo esconder. É isso, palavras escritas nos olhos, na esperança que as consigas decifrar. Sentenças de vida, a acumular em prosas que não lês. É isso. Olhos imersos em todas as palavras que não consigo dizer. Lábios esculpidos com todas as frases que não consigo escrever. Quantos “quero-te como um louco” cabem num beijo?

palavrasescritasnosolhos_obohemio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Gostas desta taberna? Então espalha as palavras ;)