Baú do Bohemio: livre

A mulher que habita em ti

É num crescendo que apareces e já começas enorme. Trazes nos saltos a sinfonia de uma noite de verão, um bater de onda nos cabelos e uma brisa de mar vestida no corpo. No olhar há todas as promessas desconcertantes do universo, e é para

Ser sempre em tudo

Sou em mim todas as pessoas, lugares e momentos a entrarem pelos poros. Sou as experiências, as devastadoras e as regeneradoras, os voos rasos e a asfixia estratosférica. Vejo através da pele, para lá da aparência, aquilo que mora depois de tudo o que é

Gostas desta taberna? Então espalha as palavras ;)